sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

A Juventude quer viver!!!

10 motivos para dizer "Não" à redução da maioridade penal:


01. Porque a desigualdade social é uma das causas principais da violência.
02. Porque o dia-a-dia dos/as adolescentes e jovens está marcado pela violência da prostituição, do crime e do tráfico de drogas e com o agravante da ausência de perspectiva de renda decente, num país que não sabe o que é crescimento econômico sustentado nos últimos 25 anos.
03. Porque ainda são poucas as iniciativas do Poder Público, das Instituições e da sociedade na proposição e execução das Políticas Públicas para a Juventude.
04. Porque sem a elevação urgente e necessária da escolaridade dos/as jovens empobrecidos, o Brasil não restabelece o diálogo com o futuro, posto que somente um em cada dois jovens estuda atualmente no país.
05. Porque o Estado prioriza a política do endividamento, ao invés das políticas sociais, provocando a migração dos jovens para outros países, o desemprego e a descrença no futuro.
06. Porque o sistema penitenciário brasileiro não tem cumprido sua função social de controle, reinserção e reeducação dos agentes da violência, ao contrário, tem demonstrado ser uma escola do crime.
07. Porque nenhum tipo de experiência na dadeia pode contribuir para o processo de reeducação e reintegração dos jovens na sociedade.
08. Porque os crimes cometidos por adolescentes não atingem 10% dp total dos crimes praticados no Brasil.
09. Porque já existem penas previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), com a aplicação de medidas sócioeducativas.
10. Porque os adolescentes e jovens precisam ser reconhecidos/as como sujeitos desta sociedade e, portanto, merecem cuidado, acolhida, respeito e, principalmente, oportunidades.
Somos convidados/as a não repetir o discurso da elite, transmitido pelos Meios de Comunicação Social e outros grupos, e a dizer não e esta lógica perversa sem fim. agora é 16 anos, amanhã será 14, depois quem sabe... Nossa resposta é a organização de uuma sociedade sustentável em que a vida de todos/as esteja em primeiro lugar.

Fonte:
CAJU - Casa da JuventudeInstituto de Formação, Assessoria e Pesquisa sobre Juventude

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...