sábado, 2 de fevereiro de 2008

Viver com o Diferente


A importância de saber respeitar o diferente e saber conviver com o mesmo, creio eu, é uma das principais tarefas para se construir “um outro mundo possível”. Tive esta valiosa experiência este ano no XXI curso de verão do CESEP ( Centro Ecumênico de Serviço a Evangelização e Educação Popular ) realizado no início do mês de janeiro na PUC-SP. Com o tema este ano: “JUVENTUDE , CAMINHO PARA UM OUTRO MUNDO POSSIVEL" tive a oportunidade de refletir e conviver com outras religiões e culturas; uma mescla de vida que mesmo com crenças diferentes tinham o mesmo sonho e a mesma utopia de construir um mundo mais justo amparado no projeto libertador de Jesus Cristo. Saber conviver com o outro. É isso que irá impulsionar a construção deste mundo novo sonhado por muitos.
Não podemos aceitar a idéia de que a “verdade” está na mão de alguém, que somente a nossa igreja possui a chave para o céu ou para outro lugar qualquer. Não podemos aceitar que somente algumas pessoas comandem e digam o que é certo ou o que não é... Se percebe que hoje muitos dizem ter o segredo de conquistar Deus; e este segredo às vezes é tão engraçado que me faz rir (para não chorar). Será que é aqui que você vai encontra a sua salvação? Ou será lá por aquela nova igreja de garagem? Ou será por aquela igreja lá de Roma? Ah, como é cruel saber quem tem a verdade sobre Deus, oh tristeza hein, mais será que é isso mesmo? Não sei. Não sou nenhum especialista para resolver isso; e quem te disse que eu quero resolver? Quero somente dizer que a “verdadeira” Igreja de Cristo é aquela onde está seu POVO, o povo este que não possui nada, não pode falar, é pecador, e coadjuvante na salvação; Aquele povo que tem que pagar dizimo pra mostra sua FÉ e se não fazer isso... (já viu) é um sem FÉ, é este povo aí que carrega a sabedoria do povo de Deus.
É lá naquelas comunidades que se organizam, que lutam por um mundo melhor, que sonham (as vezes a única coisa que possuem é o direito de sonhar - mais não alto - senão já viu); É este povo que vive da mesma forma como os primeiros cristãos, aqueles que dividiam o pão com Cristo. Olha: Cristo era um cara legal ele dividia o pão e dizia que veio para servir e não ser servido, e disse ainda : “amai vos um aos outros como eu vos amei”, e foi a partir de sua experiência pessoal com o povo que sofria que ele viveu como filho de Deus, com samaritanos, judeus e mais um monte de gente estranha pacas. É este povo que tem o verdadeiro espírito de ser cristão, é seguindo o exemplo de cristo com a sua convivência com o diferente que devemos ser o diferente, viver e respeitar aqueles que não são como nós, mas que vivem com objetivos semelhantes - as vezes ate idênticos ao nosso.
Devemos ser este povo simples que vive com pé no chão, cansado de tantas chibatadas mas que não pára de sonhar; Devemos, como seres que acreditam em Deus ou não, se respeitar e juntos de mãos dadas lutar contra as injustiças deste mundo desigual. E um bom caminho para isso é viver e experimentar o ECUMENISMO....
AXÉ PRA TODO MUNDO !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
RODRIGO SZYMANSKI
Militante da Pastoral da Juventude
Diocese de Criciúma

Um comentário:

  1. Legal Rodrigo, o texto ficou muito nteressante efoi realmente isso que vivenciamos no curso de verão. Ah isso é pra provar pra vc que EU LI O TEXTO SIM
    HAUAHUHAAHU
    ABRAÇOS AS TODOS OS PJOTEIROS
    ANA ELISA

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...