sábado, 1 de novembro de 2008

PJ presente na Assembléia Diocesana de Pastoral

A JUVENTUDE 

      Nossa realidade: Somos 20% da população, em torno de 150 mil jovens na região sul de Santa Catarina. Somos trabalhadores, estudantes, desempregados, migrantes, ...vivendo no campo, na cidade e no litoral, ou em pátrias distantes, estamos nas universidades e nas escolas. Temos o medo de sobrar por causa do desemprego e o medo de morrer precocemente por causa da violência.  Muitas vezes vivemos num mundo virtual, conectados a Internet, e perdemos o espírito de comunidade e coletividade.

      Eis alguns dos nossos principais problemas: a disparidade de renda, o acesso restrito a educação de qualidade, o desemprego, a inserção e a qualificação no mundo do trabalho, o envolvimento com drogas, a banalização da sexualidade, a gravidez na adolescência, as DSTs, a violência no campo e na cidade, a intensa migração, as mortes por causas internas como os acidentes de transito e violência, os limites de acesso as atividades esportivas, culturais e de lazer, o alto consumismo, a desestruturação familiar...

Somos vítimas da propaganda que faz do jovem modelo de beleza, de saúde e de alegria descompromissada impondo-nos padrões de vida e de consumo aos quais poucos jovens têm acesso.

      Mas sonhamos, lutamos, buscamos um mundo novo. Procuramos pertencer a grupos especialmente da Pastoral da Juventude organizados nas comunidades, nas pastorais como a Catequese, Liturgia, Grupos de Famílias; nos movimentos (Cursilho, de Irmãos e RCC); nas redes e ongs (Multiplicando Talentos, Ócio Criativo), e outras organizações juvenis (Grêmio estudantil, Associação de Moradores, CEDEJOR, grupos de dança e música)... Gostamos da mobilização em torno de algumas causas como a Campanha contra a fome, a miséria, ações contra a violência, defesa do meio ambiente, ações assistenciais. 

      Em nossa Diocese: “Queremos assumir o rosto da juventude presente em nossa Diocese, como sujeitos ativos da ação pastoral, destinatários e, ao mesmo tempo, protagonistas da evangelização” (PDP – pág 50). A Pastoral da Juventude (PJ) nestes 10 anos de caminhada da Diocese procurou ser presença comprometida nas ações evangelizadoras por ela realizada, de modo especial: as mobilizações e plebiscitos, as campanhas e os gritos, as concentrações e o encontro estadual das CEBs, as SMPs e todo processo da celebração dos 10 anos.

      Como fruto da sua última assembléia diocesana, a PJ elaborou e procura executar seu plano de ação que traz as seguintes linhas:

Evangelização. Parcerias com a Catequese e Liturgia onde foi elaborado material formativo. No aprofundamento da Espiritualidade, procurou-se criar um subsídio a ser usado principalmente em retiros juvenis, material este que não chegou a ser concluído.

Formação integral. A criação da Escola Diocesana de Evangelização da Juventude – EDEJU, que tem por objetivo capacitar jovens das comunidades para a ação evangelizadora junto a juventude em suas diferentes realidades. A escola já formou uma turma e está concluindo outra. Também foi proposto criar um subsídio de encontros para os grupos de jovens, que espera apenas ser impresso.

Organização. Busca articular as equipes paroquiais da PJ. Formou-se uma equipe de comunicação com representantes das comarcas que divulga as diversas ações da caminhada.

      Desafios: Levar a Proposta da Pastoral da Juventude ser realmente conhecida nas comunidades; articular as Comarcas; a organização e articulação de grupos de Jovens da PJ nas comunidades; muitas paróquias não tem coordenação; assessores ou referências nas paróquias e comarcas que acompanhem a organização juvenil; a formação integral e continuada nos grupos; a opção com a juventude marginalizada em especial o grande número de drogados; a sustentabilidade financeira dos projetos nas diferentes instancias; a proposta de um projeto de vida e vivencia da fé de forma individualizada e descompromissada;  

      Alegramo-nos com as muitas ações positivas que acontecem no meio da juventude. Desejamos que a Igreja, em seus mais diversos trabalhos, seja cada vez mais sinal e portadora do amor de Deus aos jovens, apresentando-lhes a pessoa e o projeto de Jesus Cristo como proposta segura e transformadora para si e para o seu meio. Que o jovem seja cada vez mais convocado a se tornar realmente membro atuante em sua comunidade de fé, sentindo-se amado e valorizado em suas potencialidades, compreendido em suas buscas e contribuindo para a defesa e promoção da vida.

      Ansiamos por uma boa notícia que, a partir de um olhar de fé, pode ser encontrada no interior da própria juventude que se apresenta como um lugar teológico, um lugar próprio da manifestação do rosto de Deus. 



Eis uma montagem com algumas fotos da história da PJ diocesana, apresentada também na Assembléia de Pastoral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...