domingo, 23 de maio de 2010

Pentecostes: A Igreja de Cristo completa 1977 anos

No Antigo Testamento, a presença de Deus no meio do povo era representada pelo Templo de Jerusalém, de modo que se deveria visitá-lo ao menos uma vez por ano para se encontrar com Deus. Com Jesus, no Novo Testamento, a presença de Deus se dava no encontro com o corpo dele. Ele se encarnou, passou a ter um corpo físico. Ele é Deus. Portanto, o seu corpo físico é a presença encarnada de Deus junto à humanidade.

pentecostesCom sua morte e ressurreição, Jesus cumpriu sua missão de salvar a humanidade do pecado que leva à morte. Por isso, volta ao céu, junto à Trindade Santa. E agora, como se dá a sua presença no meio de nós? Como podemos nos encontrar com Ele, nosso único Salvador? Também através do seu corpo, mas não mais o corpo físico e sim o seu corpo místico. E o que é o corpo místico de Cristo? É a sua Igreja.

A Igreja é definida como o corpo de Cristo pelo apóstolo Paulo. Cristo é a cabeça e nós, os membros. Isso significa que Cristo e a sua Igreja são inseparáveis, são esposo e esposa numa aliança eterna. Portanto, não há Igreja cristã sem Cristo nem Cristo sem a Igreja.

Se a Igreja é o corpo de Cristo, quem é a sua alma? Sim, porque um corpo sem alma é um corpo morto. A alma da Igreja é o Espírito Santo. Jesus foi concebido pelo poder do Espírito Santo. No batismo, o Espírito desceu sobre Ele em forma de pomba. O Espírito o conduziu ao deserto e o fez vencer satanás. Indo à sinagoga de Nazaré, escolheu justamente o texto de Isaías que dizia que o Espírito Santo estava sobre Ele e o ungia para realizar a sua missão.

Agora, voltando ao Pai, Jesus envia o Espírito Santo e faz nascer a sua Igreja. Se isso aconteceu no ano de sua morte e ressurreição, no ano 33, a sua Igreja nascida em Pentecostes está completando 1977 anos. A exatidão das datas pode ser questionada, mas é bastante seguro afirmar que a Igreja de Cristo está presente neste mundo há quase dois milênios. Não é pouco tempo.

Como a Igreja de Cristo, santa e pecadora, tem perseverado ao longo dos séculos? Porque o Espírito Santo a conduz. Ela sofreu perseguições, foi injustiçada, traída, caluniada, e também cometeu erros e pecados, mas o Espírito Santo a conduziu e a animou.

Quanta semente boa ela plantou, quantas pessoas encontraram através dela o sentido da vida, quantos pobres encontraram abrigo nela, contra tantas injustiças ela lutou, quantos doentes ela consolou, quanta solidariedade ela fez brotar, quantas pessoas ela ajudou a se doarem e a serem exemplos de amor e justiça. Não fosse isso, com certeza ela não existiria mais, tantos foram seus erros e pecados. Porém, o Espírito Santo fez dela um instrumento para edificar o Reino de Deus aqui na terra, reino de amor, de justiça e de paz.

O Espírito Santo deu e continua dando vitalidade à Igreja. Ele é o doador dos dons. Cumulou a Igreja com os dons necessários para o cumprimento de sua missão. Não fosse o Espírito de Deus, Cristo seria alguém do passado. Mas não, o Espírito de Deus torna viva a presença de Jesus na Igreja hoje e sempre. Por isso, podemos hoje aqui nos encontrarmos verdadeiramente com Jesus, através da sua Igreja. Então, embora cometa falhas e pecados, a Igreja precisa ser respeitada pelos seus membros e também pelos outros, porque ela é o corpo de Cristo e o templo do Espírito Santo.

Padre Sidney Fabril - coordenador da Ação Evangelizadora na Arquidiocese de Maringá

Fonte: http://www.pjmaringa.com/artigos/58-artigos/865-pentecostes-a-igreja-de-cristo-completa-1977-anos.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...