segunda-feira, 18 de abril de 2011

Militantes das Pastorais da Juventude organizam Manifesto contra a violência e em defesa dos direitos humanos no estado de Goiás

Com o objetivo de denunciar uma série de crimes praticados por grupos de extermínio no estado de Goiás e exigir do poder público medidas urgentes no que se refere à proteção dos militantes de direitos humanos que vem  sendo ameaçados na região foi lançado na última sexta-feira (15), em Brasília, o Manifesto contra a Violência e em Defesa dos Direitos Humanos no estado de Goiás. Elaborado por militantes de direitos humanos, intelectuais, religiosos e agentes de pastoral o documento, entregue por líderes das Pastorais da Juventude à Secretária Nacional de Juventude, Severine Macedo, conta com a assinatura de importantes organizações sociais de todo o país e apresenta o histórico de mortes e agressões praticadas com a participação de setores da policia militar daquele estado.

Militantes das Pastorais da Juventude reunidos com
Severine Macedo, Secretária Nacional de Juventude

Segundo o documento as ameaças recentemente praticadas contra as organizações que atuam contra a violência no estado de Goiás pretendem intimidar o trabalho da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás, da Campanha “A Juventude quer Viver”, do Comitê Goiano pelo Fim da Violência Policial e de vários outros grupos de luta pelos direitos humanos no estado.

“Entendemos que esta não é uma ação pontual. Sabemos que a violência e o extermínio de jovens no Brasil é um fenômeno que se repete em todos os estados, nas grandes capitais e no interior, e queremos nacionalizar o debate. O caso de Goiás precisa ser denunciado no Brasil e no mundo, por este motivo lançamos o Manifesto.”, afirmou Felipe Freitas, membro da coordenação da Campanha Nacional contra a violência e o Extermínio de Jovens.






 Fonte: http://www.pj.org.br/noticias.php?op=ExibeNoticia&idNot=784

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...