terça-feira, 4 de outubro de 2011

Jovem da Diocese de Criciúma a serviço da juventude no Regional e na PJ



 
O jovem Uilian Pizzoloto Dalpiaz, da Paróquia São Sebastião, de Praia Grande (SC), assume como novo Secretário Regional da Pastoral da Juventude (PJ) em Santa Catarina, após decisão em Assembleia do Regional realizada no fim de semana.

Uilian estará a serviço, ainda, do Setor Juventude do Regional Sul 4 da CNBB. Seu nome foi indicado recentemente pelo bispo diocesano, Dom Jacinto Inacio Flach.

Segue abaixo a íntegra da carta de apresentação escrita pelo jovem:

“Pois aqui está a minha vida.
Pronta para ser usada.
Vida que não se guarda
nem se esquiva, assustada.
Vida sempre a serviço
da vida.
Para servir ao que vale
a pena e o preço do amor...”.
(A vida verdadeira – Thiago de Mello)

Estimados jovens representantes de suas Dioceses, padres, religiosas/os, bispos, amigos/as e irmãos/ãs da caminhada,

Venho nestas singelas linhas que se seguem esboçar e tentar apresentar-me brevemente a cada um/a de vocês, ainda que muitos/as já possam conhecer-me e por mais difícil que seja sempre falar de nós mesmos.

Chamo-me Uilian Pizzoloto Dalpiaz, natural da cidade de Praia Grande/SC, paróquia São Sebastião, Diocese de Criciúma. Lá neste pedaço de chão, mais especificamente na comunidade de Encruzo da Fortaleza, capela São João Batista, terras confiadas à Igreja Diocesana de Criciúma e a administração paroquial dos frades Capuchinhos é que nasci e passei toda a minha infância. Foi lá também que aprendi muitos dos valores que tiveram parte fundamental em meus aprendizados, na alegria de acreditar e crescer em uma comunidade eclesial: simples, humilde, mas cheia de vida, fé e união.

Desde a minha infância começava a participar da vida em comunidade, seja pela catequese, liturgia, missões, entre outras atividades que se relacionavam à Igreja, especialmente pela participação de minha família colaborando no espaço da comunidade. Também desde então carregava comigo grandes inquietações, especialmente a indignação para com as injustiças e com a desvalorização do trabalho rural. Percebia desde cedo que a harmonia comunitária era desafiada pelos valores consumistas em detrimento aos valores cristãos.

Da adolescência e juventude vieram a participação nas atividades políticas (associações comunitárias, sindicatos, Grêmio Estudantil, etc.), certo desconforto com algumas coisas que aconteciam, e além disso vivia a busca de muitas perguntas que não encontravam claras respostas. Logo após esse período ocorre a entrada na universidade e uma das descobertas que iria mudar para sempre minha vida: o conhecimento e participação na Pastoral da Juventude da Diocese de Criciúma/SC. Desde o primeiro contato, encontrava o sentido que ainda faltava no encontro e participação eclesial, descobrir o grupo de jovens, o contato com outros jovens que também tinham os mesmos sonhos de seguimento a Jesus Cristo, a busca por um mundo mais humano e fraterno fizeram com que eu pudesse conceber claramente que desejava seguir sempre no caminho bonito de acreditar em uma Igreja viva, que faz a experiência de acolhida e união entre os/as irmãos/ãs que sonham e constroem um novo amanhã.

“... A vida que vai comigoé fogo: está sempre acesa.”.
(Thiago de Mello, ibid)

A primeira experiência efetiva que tive com a Pastoral da Juventude para além do grupo de jovens foi com a primeira turma da Escola Diocesana de Evangelização da Juventude, a EDEJU. A escola de formação diocesana idealizada por tantos jovens que construíram nossa história se tornava realidade, ainda de modo mais especial que acontecia em meio a recente Páscoa de Pe Ludgero Buss, grande incentivador e sonhador com e pela juventude. A partir daí muita coisa foi acontecendo, vieram as articulações nas comunidades da paróquia, a participação na celebração estadual dos 25 anos das PJs, as visitas e trabalhos enquanto alunos da EDEJU, participação na comarca pastoral, o envolvimento mais determinado e esclarecido com minha paróquia e tudo sempre acontecendo com a certeza em que São Paulo nos conclama: enraizados e edificados em Cristo, firmes na fé! (cf. Cl 2, 5-7).

Ainda com o passar dos anos, veio a militância no Centro Acadêmico de Letras e movimento estudantil na UNESC (onde formei-me no início deste ano em Letras -(habilitação em Língua Portuguesa e Língua Inglesa e respectivas Literaturas); passei então a residir em Criciúma e fui convidado a participar da equipe diocesana de coordenação da Pastoral da Juventude, bem como integrar a equipe de coordenação da EDEJU; também nesse tempo vem a participação e colaboração nos espaços de estudo, planejamento e aprofundamento na Coordenação Regional das PJs, a Campanha Nacional contra a Violência e Extermínio de Jovens e outros serviços mais que continuamos em plena atividade.

"Eis-me aqui, porque Tu me chamaste". (1Sm 3,6)

No passar dos anos e por diversas vezes a vida nos coloca diante de desafios e surpresas; de modo especial em nossa caminhada sonhando um outro mundo possível somos colocados tantas vezes à prova e nessas vezes e em outras tantas não entendemos os mistérios em que somos chamados. Pesam-nos as expectativas, o perfeccionismo, a ansiedade em ver os sonhos se traduzindo em bonitas canções. Quando recebi o convite de servir e participar do processo para secretário regional, confesso minha perplexidade e a angústia em que se fez meu peito. Traduzi-me por dias entre orações, reflexões e silêncio, tentando entender os rumos e o futuro incerto do caminhar.

Na medida em que pensava, acalmava e sentia a certeza que no fundo trazia escondida, uma simples decisão que sempre esteve comigo; porém, ainda muitas vezes todos nós resistimos e colocamos outros desejos mais imediatistas junto aos nossos sonhos, ao nosso amor-doação pela juventude. Quero, expressar meu sincero agradecimento por poder participar do processo de escolha da secretaria e de poder estar a disposição para esta missão; foi enquanto caminhante da Pastoral da Juventude que concebi um projeto de vida engajado pela vida e pelo Reino, no amor que não cessa pelo jeito jovem de sonhar, de tecer conquistas e assim sempre busquei contribuir com as vitórias, conquistas, amores e desamores que efetivamos como jovens participantes de nosso regional.

Vivemos um momento histórico: nunca se colocou tanto a juventude como centro das discussões como em dias atuais, e, nossa Igreja do Brasil e especialmente do Regional se centrará de bonitos projetos nestes próximos anos como a Jornada Mundial da Juventude, a Campanha da Fraternidade 2013, os serviços e desafios de nos dedicarmos concretamente enquanto discípulos missionários; de tal forma afirmo que estou preparado e integrado para que em comunhão possamos tecer também nosso jeito de ser, crer e viver em todos estes espaços. 

"Porque grande é o sonho de cada caminhante"... (Ademar Bogo)

E porque o caminhar é necessário e desafiador é que sinto-me honrado e ao mesmo tempo motivado para contribuir no processo em que se renovam nossas esperanças. Pelos sonhos, pela paixão e amor a todos vocês, pela juventude, especialmente aquela mais empobrecida (que sempre pede nossa presença especial em seu meio) e por causa de um certo Reino é que eu digo "sim" ao serviço da secretaria. Sigo com os pés no chão, com os olhos no horizonte e com o coração cheio de amor e esperança pela juventude de Santa Catarina. Da mesma forma, mantenho a sintonia e as orações para que todos os envolvidos neste processo possam desenvolvê-lo da melhor forma, que possam seguir iluminados pelo Jovem de Nazaré nesta construção e que possamos sair fortalecidos, reafirmando nossas opções concretas que nos fazem caminhar e sonhar no construir a Civilização do Amor!

Assim, amados jovens, amigos, deixo-vos a certeza de que seguirei empenhado em prol de nossa caminhada, da disposição e das lutas, do zelo e dos sonhos dos nossos jovens catarinenses, afim de que possamos de modo especial animar nossa juventude para contribuir efetivamente com a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) que receberemos no Brasil, bem como com a Campanha da Fraternidade de 2013, momentos em que a Igreja do Brasil colocará a juventude no seu coração, de tal modo, seguimos acreditando sempre no protagonismo juvenil e contando com o apoio também de todos vocês enquanto fazemos e sonhamos o Reino definitivo!

“...Aprendi(o que o caminho me ensinou)a caminhar cantandocomo convéma mime aos vão comigo.Pois já não vou mais sozinho.”.
(Thiago de Mello, ibid)


Que São Luiz Gonzaga, padroeiro da juventude, interceda conosco nas preces junto ao Pai!

Fraterno abraço,
Uilian Pizzoloto Dalpiaz
Jovem, caminhante, 
membro da PJ Diocesana de Criciúma

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...