Conhecendo Nossa História

1. CONHECENDO NOSSA HISTÓRIA![1]

A Pastoral da Juventude já existia mesmo quando pertencíamos à Diocese de Tubarão. Com a criação da Diocese de Criciúma em maio de 1998, desmembrando-se de Tubarão, a Pastoral da Juventude, iniciou a sua organização própria, através de atividades intensas, encontros de formação, retiros, dentre os quais, o ENJOCRI- Encontro de Jovens Cristãos.
Desde aquela data, passaram-se 10 anos de história e muitos foram os feitos e as pessoas que passaram pela PJ, deixando aqui a marca de sua contribuição, numa caminhada cheia de desafios, sonhos, esperanças. Uma caminhada que foi desde o início desenhando seu jeito de ser, crer e viver através dos maiores espaços de organização, participação e missão, como as assembléias.
É de destacar que nestes 10 anos, a PJ sempre procurou viver em comunhão com a caminhada da diocese, sendo presença no conselho diocesano de Pastoral, nos conselhos comarcais e paroquiais, reavivando e tornando ainda mais bela a vida das comunidades, nas mais diversas realidades juvenis.
Esta organização trouxe como conseqüência o fortalecimento e o crescimento dos grupos de jovens, num processo de educação na fé, promovendo a formação integral para a juventude com cursos, seminários, encontros e retiros em todas as instâncias.
No processo de elaboração do Plano de Pastoral da Diocese de Criciúma, uma consulta junto ao povo das comunidades, a Igreja diocesana sentiu forte clamor por ações efetivas junto à juventude, o que a levou a assumir a juventude com uma atenção especial na ação evangelizadora da diocese, delegando-lhe um papel de referência para encaminhar os demais trabalhos com os jovens.
Fazendo memória de nossa presença na Igreja e na sociedade, destacamos aqui alguns momentos de formação específica: encontros de massa com a juventude diocesana, como o Enjocri em Araranguá, a Concentração Diocesana da Juventude em 2001, na cidade de Meleiro e em 2004 na cidade de Criciúma na comunidade de Linha Batista.
A PJ nasceu junto com esta Igreja Diocesana, por isso, caminha em sintonia com suas atividades marcando forte presença nas concentrações de 2000 (Jubileu), em 2003 na concentração das comunidades (UNESC) e 2004 sendo auxílio na organização do 9º Encontro Estadual das CEB’s, realizado nesta diocese. De 2005 a 2007, o projeto das Santas Missões Populares, assumido pela Igreja Diocesana, também foi de extrema importância para a juventude, contando com sua participação nas paróquias e comunidades na organização das semanas missionárias, com encontros, visitas, teatros, animação. Jovens missionários saiam de suas comunidades para visitar outras, de um canto a outro de nossa Diocese.
Em 2004, foi criada a equipe de assessoria da PJ, formada por pessoas indicadas pelos jovens das comarcas, que já tiveram experiências com a PJ, no objetivo de contribuírem com a caminhada diocesana e das comarcas pastorais.
No processo de preparação para a Assembléia Diocesana da PJ que aconteceu no ano de 2005, observou-se o clamor pela formação da juventude nas diferentes realidades. Assim, a partir da 8ª Assembléia Diocesana, a PJ elaborou seu plano de ação 2006-2008, que trazia as seguintes linhas:
- Evangelização: Parcerias com a Catequese e Liturgia onde foi elaborado material formativo. No aprofundamento da Espiritualidade, procurou-se criar um subsídio a ser usado principalmente em retiros juvenis.
- Formação integral: A criação da Escola Diocesana de Evangelização da Juventude – EDEJU, com o objetivo de capacitar jovens das comunidades para a ação evangelizadora junto a juventude em suas diferentes realidades. Também foi proposto criar um subsídio de encontros para os grupos de jovens, que espera apenas ser impresso.
- Organização: Busca articular as equipes paroquiais da PJ. Formou-se uma equipe de comunicação com representantes das comarcas para divulgar as diversas ações da caminhada.
A PJ diocesana também foi presença na caminhada das Pastorais da Juventude do Estado de Santa Catarina, Regional SUL-4. Em Setembro de 2002, na cidade de Curitibanos, na Celebração Estadual dos 20 anos das PJ’s de SC, e novembro de 2007 na cidade de Ituporanga, celebrando os 25 anos das PJ’s no Estado. Junto a estes momentos, muitas foram as atividades nos processos de preparação, carregados de mística e espiritualidade, o que é próprio da PJ.
No ano de 2008, ao completar 10 anos de instalação da Diocese de Criciúma, a PJ esteve engajada no processo de preparação para a Celebração dos 10 anos de Caminhada Pastoral da Diocese. Foi presença nas instâncias de organização e nas visitas pastorais às Paróquias. E, no dia 31 de Agosto de 2008, celebrou junto a Concentração Diocesana dos 10 anos, no Santuário Diocesano de Nossa Senhora do Caravággio, e, na parte da tarde, convidou aos jovens a permanecerem na Concentração Diocesana da Juventude. Assim, os jovens das comunidades puderam participar do momento, refletindo a nossa história, nosso jeito de ser, crer, viver e sonhar. 






A PJ contou sempre com a serena e presente assessoria do Pe Ludgero Buss. O legado por ele deixado ainda hoje é fonte de inspiração na caminhada.
Pe. Ludgero cumpriu sua missão aqui na terra; e em 10/01/07, foi morar junto de Deus. Mas seu testemunho de vida e suas sábias palavras, continuam a nos fortalecer na caminhada PJoteira, participando na construção do Reino de Deus.
“O que não tem sabor de vida, não merece nossa escolha” (Pe. Ludgero Buss)


Olhando a história de nossa Diocese nestes 10 anos de caminhada, percebemos os passos e as marcas da juventude. E esse olhar para trás nos faz perceber que muito já se caminhou: pessoas deram suas contribuições, suas vidas, muitos desafios, pedras no caminho, mas a caminhada é bonita e vale a pena. Caminhando, percebemos que ainda há muito a percorrer; Certos de que a história está constantemente sendo construída, nos grupos de jovens, comunidades, paróquias, comarcas e diocese. Uma história de utopia e paixão, que com nosso jeito de ser, crer e viver, levamos a Boa Notícia a toda a juventude, tendo a esperança como nossa companheira, fazemos um sonhar mais bonito, e como proposta firme, a escolha da vida, pela juventude. Onde, com amor e espiritualidade libertadora, temos a ousadia de sonhar a construção da civilização do amor.
Terminada a vigência do Plano de Ação da PJ (2006-2008) construído na 8ª Assembléia Diocesana da PJ, iniciou-se um novo processo preparatório para a 9ª Assembléia Diocesana da PJ, que aconteceu nos meses de novembro de 2008 a janeiro de 2009 nos grupos de jovens, paróquias e comarcas da diocese de criciúma, culminando com o acontecimento da Assembléia Diocesana, no dia 14 e 15 de Fevereiro de 2009, no Colégio Marista, em Criciúma.
Com o tema “Identidade e Missão”, e o lema: “O que não tem sabor de vida não merece nossa escolha” (Pe Ludgero Buss), a assembléia teve Geraldo Pires (Pé), como assessor metodológico, e aconteceu baseada na Síntese do processo preparatório identificado nos grupos de base.





[1] Texto adaptado do artigo sobre a história da PJ apresentado na edição comemorativa de 10 anos de caminhada da Diocese, da Revista da Diocese.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...